domingo, 8 de novembro de 2009

Caminhada


Por favor,
Só venha comigo quem estiver sorrindo
Não peço que venha fingindo
Vamos caminhar bastante
É bom que seja tolerante
Se no caminho
Deixar cair seu sorriso
Dai-me um abraço
Forte e demorado

Leve consigo ar de meninos
Vai precisar quando o corpo cansar
Guarde nos olhos a inocência dos novos
Não ouse em levar um pingo de maldade
Mas carregue no bolso um pouquinho de maturidade

Ah! A curiosidade das crianças
Leve em abundância
Permito que seja um pouco ousado.
Sem algum pecado.


Rachel Oliveira

5 comentários:

fanny disse...

vc finge q ehpura
e eu finjo q acredito
HAHAHAHAHA

gostei, serio.

Rui disse...

todo mundo é puro no fundo da alma... rs

Como queria ir com vc, mas nao posso, nao tenho as condições necessárias...
Fico observando tudo daqui, até onde eu puder enxergar...

lindo poema!!!

beautiful disaster disse...

awn que bonito *-* gostei.

Farani disse...

Juro que me senti muito pura depois que escrevi, devo alguns créditos à Fanany.

layne disse...

ai que bonito *-*
são versos simples, claro e tocantes.

passou um filminho na minha cabeça tão bacana, rs


beijo meninas =P